• 1
  • 3
  • 2

SANEAMENTO DE CASIMIRO MELHOR DA REGIÃO

Casimiro de Abreu possui o melhor índice de saneamento básico da região

Dados do Ministério da Saúde refletem os crescentes investimentos em infraestrutura urbana realizados pela atual gestão

Dados do Departamento de Informática do Ministério da Saúde – Datasus  apontam os avanços dos investimentos da Prefeitura de Casimiro de Abreu na área de saneamento básico. Segundo o levantamento, entre os municípios da região, Casimiro de Abreu possui o maior percentual de residências atendidas pela rede pública e o menor índice de casas sem tratamento de esgoto. Em dezembro de 2008, 48% das famílias eram atendidas pela rede pública de esgoto, atualmente, o sistema já abrange 74,1%, percentual que representa quase o dobro da média de tratamento de esgoto no país, que é de 41,9%.

Por meio de recursos para obras de saneamento, a Prefeitura conseguiu reduzir em cinco anos de 49,7% para 24,8% o percentual de famílias que possuem o sistema individual de tratamento, que engloba fossa, filtro e sumidouro. Ou seja, pessoas que antes tinham um sistema rudimentar de saneamento, agora contam com um serviço de qualidade. É importante ressaltar que no final de 2008, 6.669 residências eram atendidas pela rede de distribuição de água. Em janeiro deste ano, são 10.241 famílias.

Os dados foram elaborados a partir do Sistema de Informação da Atenção Básica (SIAB) do Ministério da Saúde. O levantamento é gerado a partir do trabalho das equipes de Saúde da Família e Agentes Comunitários de Saúde do município. Na pesquisa, Casimiro conta com 11.159 famílias cadastradas, abrangendo quase 100% da população total de 38.492 mil habitantes.

Com investimento de quase R$ 32 milhões, está sendo realizada a maior obra de saneamento já feita no município. A prefeitura concluiu o primeiro módulo da Estação de Tratamento de Esgoto e está em andamento a construção de outros dois. Mais R$7 milhões serão destinados à implantação da rede de coleta de esgoto e uma elevatória no Bairro Industrial, que permitirão ao distrito sede ter 100% de seu esgoto tratado, um fato inédito na região e em todo o Estado do Rio de Janeiro.

Para os outros distritos, também estão sendo elaborados os projetos de saneamento. O primeiro a ser contemplado será Barra de São João, que abriga a foz do rio São João. "Apesar de serem obras que ficam embaixo da terra elas são de extrema importância para todos os moradores. Isso é desenvolvimento com sustentabilidade. É fazer o município crescer, preservando nossos recursos naturais", disse o prefeito de Casimiro de Abreu, Antônio Marcos. 

Como define a Lei Federal nº 11.445, que trata da Política Nacional de Saneamento Básico, investir em saneamento é garantir o acesso da população aos serviços básicos de abastecimento de água, tratamento de esgoto, gestão de resíduos sólidos e drenagem de águas pluviais urbanas. Assim, a Prefeitura de Casimiro de Abreu vem destinando recursos importantes para as ações de promoção à saúde e qualidade de vida da população. 

DRENAGEM - Nos últimos cinco anos, a Administração Municipal investiu em obras de urbanização, com drenagem e pavimentação de diversas ruas do município. No distrito de Barra de São João, por exemplo, a Prefeitura concluiu nos últimos meses mais, de 12 km de drenagem no bairro Peixe Dourado II. Isso significa mais qualidade de vida para o morador, que não terá problemas para sair de sua residência, principalmente em dias de chuva.

Na sede, a Prefeitura, em parceria com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), realizou as obras de desassoreamento e limpeza do rio Indaiaçu para facilitar o escoamento da água durante o período de chuvas, evitando alagamentos e enchentes.

RESÍDUOS SÓLIDOS – Os moradores ainda observaram melhorias no serviço de coleta que, atualmente, tem uma cobertura de praticamente 100% das residências. O reflexo também pode ser observado na qualidade do serviço prestado.

Em 2010, a Prefeitura de Casimiro de Abreu deu fim a duas áreas utilizadas para deposição do lixo a céu aberto. Hoje, todo o resíduo gerado diariamente, cerca de 30 toneladas, tem uma correta destinação ao ser encaminhado para um aterro sanitário licenciado.

A Secretaria de Meio Ambiente também finalizou o Plano Municipal de Resíduos Sólidos, que prevê uma série de ações, entre eles a reciclagem dos resíduos domésticos e comerciais, além da diminuição do volume de lixo coletado.

ABASTECIMENTO DE ÁGUA – O abastecimento de água também mereceu uma atenção especial da atual gestão. Seu fornecimento foi regularizado devido às várias melhorias aplicadas pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE).

O órgão dobrou a captação de água, passando de 42 para 70 litros por segundo. Com projeto em andamento, disponibilizou no orçamento do SAAE de 2014, R$ 4,5 milhões para ampliar o armazenamento de 350 mil para 1 milhão de litros de água e a construção de uma nova Estação de Tratamento de Água (ETE) com produção de 50 litros/segundo, modernizou e vem estendendo a atual rede de distribuição de 90km.

25/08/2014

Fonte: http://www.casimirodeabreu.rj.gov.br/det_noticia1.asp?id=3289

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA DO SAAE

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE vem se preparando administrativamente para ampliar a eficiência da prestação de serviços e transparência na execução orçamentária, colocando on-line ferramentas indicativas de qualidade e monitoramento de receitas e despesas.

portal transparencia - Cópia

 

Segundo o presidente do SAAE, Vereador licenciado Eliezer Crispim, que já antecipa que em breve o órgão terá novo site, dentre as questões envolvidas nos atos dos gestores a transparência apresenta-se como um diferencial no compromisso do órgão com a população. “Os avanços instituídos na administração pública pela Lei nº 101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal), especialmente o Art. 48, 48ª e 49, ditou regras que motiva a sociedade cobrar mais dos órgãos públicos e exigi de nós gestores, condutas comprometidas com clareza no gasto público. Isso fez com que dez anos depois a Lei nº 131/2009, viesse complementar a primeira com a criação de mais mecanismos para estimular a participação popular, nos obrigando promover a divulgação para acompanhamento em tempo real, em meios eletrônicos, de toda execução orçamentária e financeira, dentre outros atos”, disse. Na fronte desta exigência encontramos também a Lei nº 12.527/2011 que disciplina regras e garantias, conferindo as demais, direitos e deveres plenos para Órgãos e cidadãos.

O SAAE, como defendido pelo presidente, dispõe em seu site no endereço http://www.saaedecasimiro.rj.gov.br/, no título TRANSPARÊNCIA, um link direto ao sistema de Execução Orçamentária que cumpre todas essas exigências. No mesmo site estão disponíveis também informações dos atos e para os clientes, informações de cadastro, histórico de consumo e 2ª via de conta.

 

NOVOS HIDRÔMETROS NA REDE

HidrometroNos próximos dias o SAAE começará a instalar novos hidrômetros em sua rede, atingindo inicialmente a cerca de 8% do total dos aparelhos de medição da entidade. A prioridade é melhorar a qualidade da leitura e corrigir eventuais distorções dos aparelhos antigos que  chegam até 18 anos de uso. O IMETRO estimada a vida útil desses equipamentos entre 4 e 5 anos. O serviço de instalação e o equipamento será gratuito, sem nenhum custo adicional para à população. O investimento da melhoria é de cerca de R$ 40 mil reais. Outra medida apresentada pelo SAAE é com relação a colocação de uma nova rede de abastecimento de água no bairro Vista Alegre, às margens da BR 101. A nova rede terá 1 quilômetro de extensão, beneficiando diretamente casas e comércios da localidade, e que, anteriormente, eram abastecidos por água de poço.

 

BRASIL SEDIARÁ CENTRO DE MONITORAMENTO DE QUALIDADE DE ÁGUA

Brasil sediará centro de monitoramento de qualidade de água para América Latina e Caribe

 07-08-2014

A partir de agora a Agência Nacional de Águas (ANA) faz parte do Sistema Global de Monitoramento Ambiental da Água (GEMS-Water, na sigla em inglês). A parceria foi definida graças a um acordo assinado entre as partes e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

O GEMS-Water é uma organização que mantém uma rede global para monitorar a qualidade da água no mundo, com mais de 4 mil estações de pesquisa. A rede armazena cerca de 4 milhões de registros coletados em mais de cem países, disponíveis online como subsídios para instituições de pesquisa, governos e outras organizações.

Com o convênio, a ANA passará a ser um dos centros regionais da entidade internacional e fará interface com países da América Latina, Caribe e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). A agência brasileira será responsável por organizar ações regionais de capacitação em monitoramento da qualidade da água e disseminação dos métodos e dados do GEMS-Water.

“Garantir infraestrutura para água e saneamento é uma condição básica para o desenvolvimento econômico. Atualmente, este desafio torna-se ainda mais complexo com os impactos das mudanças climáticas”, afirmou Achim Steiner, subsecretário-geral da ONU e diretor executivo do PNUMA. “Tudo isso reforça a necessidade de promover uma sólida ação governamental para conservação dos recursos hídricos e que se adapte à realidade global, favorecendo a cooperação Sul-Sul”.

Steiner esteve presente na assinatura do documento em uma reunião, em São Paulo, que contou ainda com a presença do presidente da ANA, Vicente Andreu e a representante do PNUMA no Brasil, Denise Hamú. A parceria entre ANA e GEMS-Waters é válida até 2018, mas poderá ser ampliada.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, mais de 1 bilhão de pessoas não têm acesso a saneamento básico. No Brasil, em 2010, o censo do IBGE revelou que 17% dos domicílios do país ainda não pertencem à rede geral de abastecimento de água e 45% não possuem coleta de esgoto.

Fonte: Planeta Sustentável/Ambiente Brasil, http://www.araxaambiental.com.br/noticia.php?IdNoticia=82

 

CASIMIRO INVESTE MAIS EM SANEAMENTO

Casimiro de Abreu recebe recursos federais para tratamento de esgoto

Verba será destinada para implantação de rede de coleta de esgoto no município e construção de elevatória
 
O município de Casimiro de Abreu receberá cerca de R$ 7 milhões, que serão investidos no Sistema de Esgotamento Sanitário na sede do município. A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) assinou no último mês o Termo de Compromisso para repasse de recursos referentes à terceira etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2), que tem por objetivos realizar obras de saneamento e abastecimento de água no Estado do Rio de Janeiro.
 
O recurso será destinado à implantação de oito quilômetros rede de coleta de esgoto na sede do município e uma elevatória no Bairro Industrial. Ao todo serão contemplados mais de 8 mil residências e cerca de 24 mil moradores.
 
De acordo com o Presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) Eliezer Crispim, não existe qualidade de vida sem uma infraestrutura eficiente. "É importante investir em saneamento,pois, a cada R$1 gasto na área, R$ 4 são economizados na área da saúde”, destacou o presidente do SAAE. Ele ressaltou a importância da parceria com a Funasa,“que está beneficiando Casimiro de Abreu com recursos que irão proporcionar uma vida mais saudável à população”.
 
O secretário de Obras, Luiz Augusto Peres, informou que o processo de licitação para essa etapa da obra tem a previsão de sair até o próximo mês e que a duração da construção tem a previsão entre um ano e um ano e meio.
 
ETE - O primeiro módulo da Estação de Tratamento de Esgoto do município (ETE) já está em funcionamento e processa aproximadamente 50% de todo o resíduo produzido na sede da cidade, beneficiando inicialmente cerca de nove mil moradores. A segunda e terceira fase da obra, com investimento total de R$ 32 milhões, já estão andamento e a previsão é que entrem em operação num prazo de 1 ano.
 
Quando os outros dois módulos estiverem prontos, o tratamento do esgoto atingirá 100% da sede do município.
 
REDE DE ESGOTO PARA TODOS - Segundo o secretário de Obras, os demais distritos também serão contemplados por um novo projeto que está sendo elaborado por técnicos da Secretaria Municipal de Obras e pelo SAAE de Casimiro de Abreu.